quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Certo ou errado?

O corpo humano, o nu, a exposição, o sexo... Tabus! E seu significado geralmente refere-se a uma proibição da prática de qualquer atividade social que seja moral, religiosa ou culturalmente reprovável.

Não estou aqui pra levantar bandeiras, defender ou acusar, quero somente expressar meu pensamento...

Vemos tantas cenas fortes, pesadas e impactantes com nu e sexo explícito em novelas e filmes, mas parece que quando uma cena do gênero é apresentada sobre um palco ganha ainda mais força. É como se o "ao vivo" chocasse mais pura e simplesmente pelo fato do espectador não poder mudar de canal ou não estar camuflado no escuro do cinema. Como se o fato das pessoas que estão ao redor perceberem mais facilmente a reação dos demais, inibisse uma resposta mais natural e sem pudores. Mas porque incomoda tanto quando é no teatro e menos, ou quase nada, quando é na televisão? E não me diga que em novela não tem disso...

Em todos esses anos que fiz e vivi teatro, vi muita coisa boa e ruim. Mas ruins por erros de concepção ou execução e não por que eu não concordasse com o que era feito. Não sou dona da verdade, assim como ninguém o é! Mas na minha humilde opinião, na arte não há certo ou errado... O que há é o seu e o meu jeito de fazer algo! Se eu compro uma ideia, entro de cabeça e defendo, mas se não concordo, me afasto e ponto final.

Não, eu não vi a performance que está causando polêmica por aí e não, também não concordo com o que fizeram, não gosto desse tipo de coisa. Acho agressivo, desnecessário, grosseiro. Mas como disse, eu não vi, não sei os motivos do grupo. Apenas imagino que a intenção seja o da pura missão da arte: instruir, divergir, instigar, etc. E claro, que eu faria de maneira completamente diferente, menos desrespeitosa ao público, menos na cara. 

Sou daquelas que questiona internamente o porque do SESC aceitar uma montagem como essa em sua mostra, o porque do governo liberar verba pra uma montagem como essa, mas confesso não conhecer a proposta em questão, logo não posso julgar. Repito que não faria algo assim, repito que não gosto disso, repito que não concordo,... Mas penso no porque isso incomoda tanto.

O que muitos reprovam publicamente, reproduzem na intimidade... E também fora dela! A hipocrisia gera tabus, assim como qualquer frase fora de contexto pode gerar confusão e conflito.

Apenas digo que acredito que na arte, não existe jeito certo de se fazer, existe o jeito de cada um, mesmo que outro não concorde. Afirmo mais uma vez que também me incomoda saber que ganham grana à beça pra explorar ânus alheios, enquanto muitos lutam pra apresentar espetáculos de qualidade à preço de banana por falta de apoio. Mas penso se isso incomoda tanto por ser o que é ou por mero tabu... É de se pensar, não?