quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

A certeza de um trabalho bem feito

Lá vou eu, mais uma vez, falar do meu site... Acontece que quanto mais o tempo passa, mais eu tenho certeza do quanto ele é uma ferramenta de utilidade pública e, constantemente, tenho provas do quanto ele pode se tornar grande, pois está cada vez maior!. Uma fonte de pesquisa digna de constar em teses de doutorado (como já aconteceu), um ponto de encontro de amantes das artes cênicas, um ambiente de troca de informações e aprendizado! Enfim... É o "filho" de que tenho mais orgulho! Afinal, de todas as realizações de minha vida até o momento, o site Desvendando Teatro é disparado o que me faz sorrir sem esforço!

Há tempos tinha ideias para incrementar o conteúdo do site e deixá-lo mais interativo... Entre as ideias, queria fazer tutoriais em vídeo e trocar figurinhas com quem (ao menos pra mim) é referência no assunto e especializado em diferentes campos que o teatro nos permite explorar. Mas, como as coisas só acontecem quando tem que acontecer, da forma que tem que acontecer e se tiverem que acontecer... Minha espera não foi em vão! E agora, estou conseguindo colocar algumas dessas ideias em prática e não poderia ser de maneira melhor!

Esse mês, tive o prazer de conhecer uma cia. de teatro, um grupo de pessoas muito bacanas, com um trabalho muito bom e auxiliar na divulgação do trabalho deles. O que gerou retorno positivo de ambos os lados! Além disso, definitivamente, quem tem amigos e contatos, tem tudo! Gravei o primeiro vídeo que deverá entrar no ar na primeira semana de março com o amigo e diretor, Renato Alves (Fagulhas D'Arte).


E muito mais do que um excelente material para o site, ele ainda fez uma ponte de contato até um grande autor, referência na dramaturgia atual, Aziz Bajur (Autor de sucessos como "Velório a Brasileira). Então, tive o imenso prazer de absorver e compartilhar conhecimentos com esse grande nome essa semana... E tudo registrado para entrar no ar pelo site até a segunda quinzena de março.


Enfim... De tempos em tempos encontro links para o meu site em diversos sites especializados em teatro, referências ao site em revistas eletrônicas e blogs conceituados... E não vou mentir: isso me dá um medo tremendo, mas um orgulho proporcional e a indubitável felicidade de estar fazendo um bom trabalho!

E mesmo que os visitantes do site não leiam esse post em meu blog pessoal, gostaria de deixar registrado os meus mais sinceros agradecimentos! Agradeço pela confiança, pela divulgação boca a boca, pela procura, pelas dicas e sugestões e, principalmente, pelos recados no Livro de Visitas e e-mail que me deixam com um sorriso bobo e escancarado!

Seguirei em frente então, esperando contar sempre com essas visitas que fazem o site crescer diariamente. Pensando sempre em melhorar e enriquecer o acervo e material disponível. Tendo ideias para trazer cada vez mais conhecimento e, por que não, fazer com mais pessoas se apaixonem por teatro, assim como eu!


Encerro com duas frases que esses dois profissionais que me cederam "entrevista" e que me motivaram ainda mais:

"Quando vamos em busca da nossa lenda pessoal, todo o universo conspira ao nosso favor."

"É o ideal de um teatro, sem amarras nem fronteiras. Um teatro que fale e é ouvido, sentido e entendido do mesmo jeito por todos que o assistem.."

Merda para todos nós! Evoé!

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Ansiedade

Recebi um lindo comentário numa das postagens deste blog e aí não tive como ignorar a vontade louca de me aprofundar no assunto em mais uma postagem.

A fofa Samara Mairinck (Aliás, muito prazer, Samara!) deixou o seguinte comentário: "Querida Hellen, sou uma jovem de 14 anos participo de um grupo de teatro amador em minha igreja e agora farei um curso profissional,a minha duvida é se existe algo que posso fazer para deixar a ansiedade antes de entrar no palco. Beijos -Amo seu trabalho"

Respondi ao comentário e agora destrincho um pouco mais sobre... Há de ter uma explicação fisiológica, psicológica e até filosófica sobre a ansiedade que toma conta de um ator antes de cada apresentação. É um tal de roer unhas, vontade insistente de ir ao banheiro, um desespero doido, planejamentos infalíveis de como desaparecer sem que ninguém perceba, borboletas no estômago, formigamento no corpo, pernas bambas... Enfim, nervosismo!

Na minha humilde opinião, tudo o que faz parte dessa ansiedade é perfeitamente normal e, principalmente, saudável! Inclusive, acredito que o dia que eu não ficar nervosa antes de entrar em cena, é porque terá chegado a hora de parar de fazer teatro.  Além disso, manter-se ansioso é uma forma de estar num estado de alerta muito positivo pro trabalho.

Eu não sei exatamente o que explica esse frio na barriga, mas ele é real, é comum. E se um ator entra em cena sem nem uma acelerada diferente no coração, é porque tem alguma coisa errada. 

No teatro, nem um dia é como o anterior e nem como o seguinte. Cada apresentação é única e talvez seja isso que gera tensão. Por mais que se ensaie, a sensação de não ter controle sobre absolutamente tudo, nos consome. Há sempre a possibilidade de ocorrer eventos alheios à nossa vontade, que estão fora do nosso poder de alcance, que podem fazer com que algo surpreendente e inesperado simplesmente aconteça e o ator terá de lidar com o fato da melhor maneira possível. E por mais que um ator esteja seguro e tenha jogo de cintura... Ah, o ser humano é desesperadinho, né!? A ideia de algo fugir do combinado dá medo, desconforto e é então que a ansiedade aparece! Mas nada que alguns minutos em cena não resolvam! hehehe

Caros colegas atores, você fica nervoso antes de entrar em cena? Ótimo! Parabéns e continue assim! =D